Sandra Ribeiro
_________ 36.550  Leituras _________
CapaCapa TextosTextos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios ContatoContato
Textos

BRAÇOS ENTRELAÇADOS



Como falar de poesia
E de sua trajetória
Sem falar dos brasileiros
E seus feitos na História?
De braços entrelaçados
Amigos em seu viver
Amparando um ao outro
Caminhos a percorrer.
Da Monarquia à República
Cada ato de bravura
O choro vem da senzala
Pela sua escravatura...
Em cada verso, o poeta
Clama pela liberdade
Bandeira aqui hasteada
Mudando a realidade.
E Livre torna-se o povo
Desta Pátria tão amada
Sorri, enfim, o poeta
Perante a paz proclamada.
 
                            Mas então a ditadura
                            Vem a bravos exilar
                            Da poesia o lamento
                            Para seu filho voltar.
                            Aos braços da mãe retorna
                            Alegria ao coração
                            O voto torna-se arma
                            Democracia à Nação.
                            Põe e depõe presidente
                            Diretas já exigida
                            O verso se faz pintura
                            Em cada face exibida.
                            O mundo globalizado
                            Mudanças o Brasil quer
                            Operário é presidente
                            Na sucessão a mulher.
                            De vermelho a governar
                            Esta terra em harmonia
                            Esperança é nosso lema
                            No final desta poesia!



(Esta poesia foi alterada seguindo sugestões do poeta João Esteves.)

Estou elaborando umTcc sobre "A poesia no processo de aprendizagem".  
Discorri sobre a poesia no mundo Ocidental, e agora, ao inciar o trajeto  no Brasil, optei por abrir o tópico com este texto

Que o caro leitor possa ajudar-me a melhorá-la..

Obrigada.




Sandra Ribeiro sp
Enviado por Sandra Ribeiro sp em 22/08/2012
Alterado em 23/08/2012
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários